NOTÍCIAS
ACESSE TODAS AS NOTÍCIAS E FIQUE POR DENTRO


Enem 2018: redação é surpresa e temas sociais mantêm força
Prova de testes de linguagens e ciências humanas abriu o 1º domingo do exame
07/11/2018

A sutileza foi, mais uma vez, a grande chave da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Aplicada domingo, 4 de novembro, com os testes de linguagens e ciências humanas, a prova, considerada a mais importante, abriu o primeiro domingo da maior avaliação do país. A produção de textos fugiu do espectro das últimas edições, deixando de lado temas sociais ligados a direitos humanos e minorias – reforçados nas outras provas de domingo, 4 – para tratar de algo bem atual, que interfere na vida da maioria da população. Por isso, surpreendeu candidatos ao pedir para os participantes escreverem sobre a manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet.
 
De acordo com os estudantes, textos de suporte apresentavam dados sobre o percentual de pessoas por faixa etária e social que usam a internet e os códigos do que gostam ou não. Um deles era sobre um site de música que, toda segunda-feira, recebe informação do que seus usuários gostam de ouvir. Assim, o tema exigiu falar da manipulação, mas a partir da base de dados. 

Os algorítimos permitem saber o quê o usuário busca e a que horas busca, podendo influenciar na escolha e na navegação dele, ou seja, por meio do comportamento, as empresas direcionam a navegação e fazem o inverso: manipulam na internet para influenciar o comportamento do usuário.

Por esses detalhes, os candidatos precisaram ontem de atenção para não sair do foco. Fake news é um das argumentações que podiam ter sido usadas, mas sempre tendo em mente que não bastava falar apenas da manipulação, sendo fundamental abordar as bases de dados por trás delas.
 
Outro ponto importante é a técnica da redação – uma estrutura dissertativo-argumentativa. Nesse caso, identificando o agente (os usuários) e o contexto (a própria internet) para redigir a proposta de intervenção. 

OBJETIVAS Se a redação mudou seu viés social, pode-se dizer que, nesta edição, a prova de ciências humanas carregou a mão neles e trouxe temas já cobrados ou esperados na produção de texto, como racismo, violência contra mulher e direitos humanos. Assim como em edições anteriores, essa área e também a de linguagens usaram referenciais de pessoas em destaque na história para as questões objetivas. O cartunista Henfil foi um dos citados.

CENTRO EDUCACIONAL FAAG LTDA - EPP
Av. Marginal Vereador Delfino Tendolo, D1200 - Agudos/SP - CEP 17.120-000
Contatos: Tel: +55 14 3262-9400 / Fax: +55 14 3262-9401
E-mail: contato@colegiofaag.com.br