NOT√ćCIAS
ACESSE TODAS AS NOT√ćCIAS E FIQUE POR DENTRO


7 assuntos de atualidades para ficar ligado em 2019
Temas são francos candidatos a serem temas de redação neste ano
17/05/2019

Atualidades são um ponto chave para todos os alunos que pretendem fazer as provas do Enem e prestar o vestibular. Os temas que estão em voga na mídia são aqueles que devemos dar toda a atenção, pois são possíveis temas de questão e, claro, possíveis temas de redação. Veja sete assuntos importantes que separamos e que não podem faltar na programação de estudos dos vestibulandos.

‚ÄĘ Onda conservadora no Brasil e no mundo
Desde 2016 o Brasil vive o momento de maior instabilidade pol√≠tica e econ√īmica da sua hist√≥ria recente. Tudo come√ßou com o impeachment da presidente Dilma Rousseff. De l√° para c√°, a m√≠dia transmite os desdobramentos da Opera√ß√£o Lava-Jato, que nos apresenta a ponto do iceberg de um esquema de corrup√ß√£o, com pagamento de propinas bilion√°rias envolvendo grandes empresas e v√°rios partidos pol√≠ticos. A rea√ß√£o dos eleitores, em parte, apresentou-se na polariza√ß√£o da elei√ß√£o de 2018. Instaurado o medo e desespero, a falta de norte que assolou o povo brasileiro fez com que o pa√≠s elegesse Jair Bolsonaro como presidente. Esse fato corroborou com o fortalecimento de uma direita conservadora no Brasil. Essa nova onda de conservadorismo vem acontecendo em v√°rios pa√≠ses do mundo.
 
‚ÄĘ Retrocesso em direitos coletivos
Al√©m da onda conservadora, precisamos estar de olhos bem abertos neste t√≥pico: direitos coletivos. A mudan√ßa pol√≠tica impulsiona retrocessos em termos de direitos dos cidad√£os. A Organiza√ß√£o das Na√ß√Ķes Unidas (ONU) elenca como retrocesso, por exemplo, a proposta de redu√ß√£o da maioridade penal. O Brasil √© o quarto pa√≠s com maior popula√ß√£o carcer√°ria do mundo, e como sabemos, diminuir a maioridade penal ou aumentar o n√ļmero de celas est√° longe de ser medidas que realmente solucionem a quest√£o. Tamb√©m est√° em pauta a Reforma da Previd√™ncia Social, cujas propostas v√£o dificultar a aposentadoria da popula√ß√£o e propor benef√≠cios de valores mais baixos. O objetivo seria diminuir a crise econ√īmica brasileira, mas √© preciso lembrar que a aposentadoria garante vida digna para os inativos ‚Äď e impulsiona o consumo para essas classes.
 
‚ÄĘ Estatuto do desarmamento
Com o pa√≠s mergulhado em medo e inseguran√ßa, um assunto voltou a ser discutidos: O Estatuto do Desarmamento. O estatuto √© uma lei sancionada pelo ex-presidente Lula em 2003 que trata sobre o registro, a posse e a comercializa√ß√£o de armas de fogo e muni√ß√£o. H√° muitos interesses envolvidos nesse tema, pois ele toca no calo uma ind√ļstria que movimenta milh√Ķes. At√© o momento, o Estatuto do Desarmamento tem surtido bons resultados, de acordo com o Mapa da Viol√™ncia de 2015, mais de 160 mil vidas foram salvas desde que a lei entrou em vigor. Nos √ļltimos 12 anos, mais de 130 mil armas sa√≠ram de circula√ß√£o no pa√≠s. 
 
‚ÄĘ Escola sem partido
Tamb√©m chamado por muitos de ‚ÄúLei da Morda√ßa‚ÄĚ, o movimento Escola sem Partido se op√Ķe a um modelo de educa√ß√£o supostamente concebido por uma ‚Äúdoutrina√ß√£o ideol√≥gica‚ÄĚ. Criado em 2004, o movimento come√ßou a causar pol√™mica em 2015, especialmente por causa do projeto de lei 867, que tramita no Congresso. Esse Projeto tem como objetivo impedir professores de tratar sobre assuntos ‚Äúem conflito com as convic√ß√Ķes religiosas ou morais dos pais ou respons√°veis‚ÄĚ ‚Äď a lista inclui identidade de g√™nero, orienta√ß√£o sexual e participa√ß√£o em manifesta√ß√Ķes.
 
‚ÄĘ Racismo
Que o Brasil tem uma d√≠vida hist√≥rica com o povo negro, √© n√≠tido. Por√©m, por mais estranho que possa parecer, h√° quem diga que n√£o h√° racismo em nosso pa√≠s. Em contrapartida, a cada ano, multiplicam-se as den√ļncias de racismo aqui e mundo afora. Os motivos de den√ļncia s√£o diversos, desde inj√ļrias, desrespeito, agress√£o verbal agress√£o f√≠sica. √Č muito importante que o povo negro n√£o se silencie e continue a colocar a boca no trombone reivindicando suas causas. Tamb√©m vale lembrar que n√£o precisa ser negro para ser contra o racismo.
 
‚ÄĘ Privacidade na internet e uso de dados de usu√°rios
Voc√™ j√° reparou que costuma deixar seus dados pessoais em uma infinidade de lugares? Seja um cadastro r√°pido em uma loja, para criar um e-mail, entrar em uma rede social ou participar de testes online. Muitas vezes, acabamos clicando, sem pensar duas vezes, no bot√£o que indica que autorizamos o uso de informa√ß√Ķes pessoais ‚Äď as famosas Pol√≠ticas de Privacidade que raramente algu√©m l√™. Mas quem det√©m esses dados e o que √© feito com eles √© um debate cada vez mais presente. Vale lembrar que o Enem 2018 j√° trouxe esse assunto como tema de reda√ß√£o.
 
‚ÄĘ Aborto
O tema aborto sempre √© um dos que mais causam diverg√™ncias. Em 2018 a descriminaliza√ß√£o do aborto foi discutida em diversos pa√≠ses considerados conservadores, em 2019 o tema volta √† tona em nosso pa√≠s. Estamos aguardando para saber qual ser√° a decis√£o do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre uma a√ß√£o para descriminalizar a interrup√ß√£o da gravidez at√© a 12¬™ semana. Uma pesquisa apresentada ao STF aponta que uma em cada cinco (20%) mulheres brasileiras de at√© 40 anos j√° fizeram um aborto. Ou seja, um dos pontos que devemos refletir √© que o ato de abortar sempre existiu e sempre vai existir, √© efetivamente um problema de sa√ļde p√ļblica. Atualmente, o aborto √© crime no Brasil, com pena de at√© tr√™s anos para a gestante que interromper a gravidez. Hoje, s√≥ √© permitido fazer um aborto em caso de estupro, risco de vida para a m√£e ou feto com anencefalia.

CENTRO EDUCACIONAL FAAG LTDA - EPP
Av. Marginal Vereador Delfino Tendolo, D1200 - Agudos/SP - CEP 17.120-000
Contatos: Tel: +55 14 3262-9400 / Fax: +55 14 3262-9401
E-mail: contato@colegiofaag.com.br